Salar de Tara: o clássico do deserto do Atacama

Salar de Tara: o clássico do deserto do Atacama

Olá pessoal! Prontos para mais um dia de passeio??!!

Nesse post vou contar sobre um clássico do Atacama: o incrível Salar de Tara!

Esse tour é um tanto quanto polêmico e divide opiniões.. Antes de eu ir, li coisas negativas e quase desisti, mas com a experiência própria, minha opinião é que vale muito a pena!!!

O Salar de Tara fica na Cordilheira dos Andes, na Reserva Nacional Los Flamencos a mais ou menos 150 km de San Pedro e chega a 4.500 metros de altitude!! Esse incrível deserto foi formado a partir de uma grande erupção do Vulcão Vilama e hoje essa área é chamada de Caldeira de Vilama.

O passeio do Salar de Tara é bem longo, bem alto e consiste em algumas parada pelo caminho, como o Mirante San Pedro de Atacama e Vulcão Licancabur, Laguna de Quepiaco, Monges de la Pucara, Catedrais de Tara, e o Salar em si!

Mais uma vez fizemos o tour com a Ayllu Atacama e tudo começa com um farto café da manhã no restaurante da agência!! Se você preferir, eles podem te pegar no hotel, mas aconselho ir lá tomar esse café da manhã delicioso!

Mirante San Pedro de Atacama

Saindo de San Pedro por volta de 8h 30min da manhã, rumo ao Salar, nossa primeira parada já nos deixa apaixonados!
Rolou com caso de amor com o vulcão Licancabur e no mirante você terá uma visão panorâmica do bonitão!

Além disso, ainda tivemos a chance de ver lhamas para fazer essa paisagem ficar ainda mais linda!!

O mais divertido foi o pessoal, me incluindo nessa, tentando tirar uma foto pertinho delas.. Não rolou, mas valeu! Hehe

______________________________________
Siga nosso Instagram e fique por dentro das novidades @mochilacameraacao ! E veja mais fotos do Atacama seguindo a #mochilanochile

Laguna Quepiaco

Seguindo caminho pela bela estrada do deserto, subindo e subindo (teve um momento que chegamos a 4.800 metros de altitude), a próxima parada foi para contemplarmos a Laguna Quepiaco e a vista do Cerro Simba.

lindas vicuñas
Nesse momento estávamos a 4.600 metros de altitude e ventava muito… Acho que esse foi o momento mais frio do passeio também. Nem deu para tirar grandes fotos porque o vento é forte e parece que vai te carregar..

Paramos rapidamente, aproveitamos para um “banho inca”, tiramos umas poucas fotos e partimos!

Garanta seu seguro de viagem com desconto aqui no Blog!

Monges de La Pucara

Seguindo caminho, nossa próxima parada foi para conhecer uma figura bem tradicional no Atacama: el Indio!

na ponta da formação, reparem o semblante de um índio
Essa parte do deserto possui os chamados Moais de Tara, ou Monges de La Pucara. As estruturas rochosas formam figuras, e o mais impressionante é elas estarem ali no meio do nada como se tivessem sido colocadas lá de propósito!
É bem interessante!! Mas cuidado, ande de vagar.. Esse foi o único momento do passeio que me senti mal, mas eu abusei! Como estava ventando, meu chapéu voou e eu saí CORRENDO para pegar de volta. Consequência: vi tudo ficar preto na minha frente e só faltei colocar os “bofes” pra fora.
Reparem a minha saga

Passamos um tempinho explorando o local e tirando um milhão de fotos! Mas é hora de seguir viagem!

 Reserve sua hospedagem pelo blog sem pagar nada a mais!

Catedrais de Tara

Algo bem impressionante desse passeio são os caminhos que passamos, é inacreditável como o carro passa por cada pedreira que dá até medo! Tem que ser muito motorista mesmo para andar no deserto!!

Saiba quanto custa viajar para o Atacama e Salar de Uyuni! Guia de gastos!

Seguindo o caminho, a próxima parada foi no mirante das Catedrais de Tara, onde a formação pode ser vista do alto! Esse momento foi bem especial e fiquei um tempo contemplando aquela imensidão e refletindo sobre como somos pequenos… O sentimento era de muita gratidão por estar ali realizando mais um sonho!

Catedrais a esquerda e laguna a direita (parte branca)

Fizemos mais uma parada no caminho e então fomos de encontro as impressionantes Catedrais de Tara! Mas não antes de parar pelo caminho para mais algumas fotos…

Já nas Catedrais agora de perto se tem uma melhor noção da grandeza e beleza desse paredão rochoso.

O carro para no início de um caminho em frente ao paredão, onde você pode fazer o caminho a pé para curtir a paisagem, ou descer com o carro até o estacionamento.

Claro que escolhi caminhar e valeu muito a pena!! Mas atenção, o caminho é demarcado e você não pode sair da rota para não perturbar os animais que vivem ali, muitas vezes em buracos no chão.

A paisagem é muito linda!! E a laguna na descida do caminho é a cereja do bolo!! Principalmente porque estava recheada de flamingos!! Porém não podemos chegar muito perto.
Ali no final do caminho estava uma mesa linda de almoço preparado pelo pessoal da Ayllu Atacama! Como sempre, tudo da melhor qualidade e muito gostoso!!!
E claro, com a vista mais maravilhosa que você respeita!!
Um vinho de leve só para brindar

Dicas preciosas para esse passeio:

  • Não há banheiros durante todo o tour!! Se você ainda não conhece, aqui você vai conhecer o banheiro Inca. Nada mais é que aproveitar de lugares estratégicos para fazer suas necessidades pelo caminho. A situação não é confortável, mas acaba sendo divertido.
  • Como não tem banheiro, é imprescindível levar papel higiênico ou lenço umedecido (melhor ainda) e saquinho de lixo.
  • Dentro do parque não existe trilha e caminho demarcado, então não se arrisque querendo fazer esse tour por conta própria. Sem contar que para andar pelos buracos que andamos, tem que ser com carro muito preparado, experiência no volante e conhecimento do local.
  • Não faça como eu que fiz esse passeio no início da viagem.. O Salar de Tara é um dos mais altos e seu corpo precisa acostumar com a altitude. Eu aconselho ir a partir do terceiro dia no Atacama pelo menos.
  • Leve pelo menos 1 litro e meio de água para se hidratar… No almoço a Ayllu fornece água, mas durante todo o trajeto não tem lugar nenhum onde você pode comprar então leve a sua. É muito importante se manter hidratado na altitude.
  • Certifique-se de contratar uma agência bem preparada! Esse passeio é bem extremo e ninguém quer passar maus bocados né. Minha amiga Roberta passou muito mal nesse passeio por causa da altitude, mas o pessoal da Ayllu deu toda assistência a ela! Até balão de oxigênio foi necessário e deu para ver o quanto eles estavam prontos para emergências.
Eu recomendo a Ayllu Atacama para todos os meus amigos porque confio neles de verdade!! E para os leitores do Blog, têm desconto nos passeios.
É só informar que leu sobre a agência aqui no Mochila, Câmera e Ação!!

 

Maiores informações sobre o passeio:

Preço: R$543 (146 USD ou 95.000 pesos)
Não há entradas a serem pagas nesse passeio
Alimentação inclusa: café da manhã incluído no restaurante da Ayllu e almoço no Salar de Tara
Roupa apropriada: calça térmica + calça legging ou jeans, blusa térmica + casaco de tricot ou fleece + casaco de plumas ou algum outro bem quentinho para o começo do passeio. Uma blusa mais leve para o final do passeio. Bota trekking ou tênis.
O que levar: gorro, touca ou chapéu, luvas, cachecol ou lenço, óculos de sol, protetor solar e água.
Horário: 8h30 às 16h30
Temperatura: de 0 e 10° no inicio e 25° no final
Altitude: 4.500 metros
O que eu vesti no passeio (final de novembro):

Estava com uma calça térmica e a calça legging na parte de baixo. Na parte de cima fui com uma blusa térmica, uma blusa de malha, um suéter e o casaco de plumas. A maior parte do passeio fiquei sem o casacão e me senti bem. Estava também com uma gola de lã e chapéu. No pé foi tênis e achei suficiente.
Conheça nosso Guia completo de como planejar uma viagem para o Deserto do Atacama!
Outros posts sobre o Chile:
↠ Planeje sua viagem com o Mochila, Câmera e Ação ↞
↠ Precisando de ajuda para programar seu intercâmbio sem contratar agência? Eu posso te ajudar!
↠ Já tem seguro de viagem? Cote seu seguro com a Mondial e aproveite as promoções especiais!
↠ Reserve sua estadia pelo Booking através do Blog, você não paga nada além por isso! 
↠ Chegue no exterior com internet no seu celular com a Travel Mobile 
↠ Roteiros personalizados?? Pergunte-me como.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.